Polícia Civil prende trio que tentava aplicar golpe em financiadora

Foto: Divulgação

Policiais civis do 22º Distrito Integrado de Polícia (DIP), com o apoio das equipes do 16º DIP e da 22ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), prenderam, em flagrante, nesta segunda-feira (27/07), por volta das 15h, Cleodomir Amadeu de Carvalho, 42; Heidemir Cabral Lira, 60; e Ícaro Castro de Souza, 27. O trio foi preso depois de ter sido flagrado tentando obter empréstimo em uma financiadora utilizando documentos falsos.

De acordo com a delegada Juliana Tuma, titular do 22º DIP, a ação policial ocorreu na avenida Djalma Batista, bairro São Geraldo, na zona centro-sul da capital. As diligências em torno do caso tiveram início depois que a equipe do 22º DIP foi acionada, por meio de denúncia, acerca de um indivíduo que estaria se passando por um aposentado de outro estado para ter um empréstimo aprovado.

“Ao chegarmos até à empresa de crédito, nós verificamos que Heidemir estava utilizando documentos de um aposentado do estado de Santa Catarina para conseguir realizar um empréstimo na financiadora. Após questionamentos, o indivíduo alegou que teve a ajuda de outros dois infratores que planejaram o golpe”, afirmou Juliana.

A titular do 22º DIP explicou que Heidemir decidiu colaborar com a equipe de investigação e combinou de se encontrar com os infratores sem mencionar que a polícia estava presente. Assim que foram abordados, Cleodomir e Ícaro resistiram à prisão e tentaram empreender fuga, mas foram impedidos pelas equipes policiais.

Juliana destacou, ainda, que foram apreendidos com os comparsas de Heidemir uma quantidade significativa de carteiras de identidade e comprovantes de residências falsificados, bem como um caderno para ensaio de assinaturas de terceiros.


Procedimentos

O trio foi indiciado por estelionato tentado e associação criminosa. Além disso, Cleodomir e Ícaro também responderão por resistência à voz de prisão. Após os trâmites na unidade policial, eles serão encaminhados à Central de Recebimento e Triagem (CRT) onde ficarão à disposição da Justiça.

Comentários