Empresa de amigo de Josué Neto faturou mais de R$ 1,2 milhão da empresa de gás


A Criae Design e Publicidade Ltda, desconhecida empresa contratada pela Assembléia Legislativa do Amazonas (ALE-AM) na gestão de Josué Neto, recebeu pagamentos do Azulão Geração de Energia S.A, controlada pela Eneva. A informação foi divulgada na edição deste domingo do jornal A Crítica. Com investimento no Estado, a empresa geradora de Energia é uma das operadoras interessadas na abertura do mercado de gás natural no Amazonas, proposta praticamente em todas as sessões plenárias da ALE-AM pelo Presidente Josué Neto. 
A Criae tem como um de seus sócios o empresário Orlando Coimbra Neto, amigo de Josué Neto, autor do projeto de Lei que acaba com o monopólio da Cigás na comercialização e distribuição de gás natural no Amazonas.
Nas duas últimas semanas, Josué Neto usa a tribuna da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas para cobrar o governo o novo texto da lei do gás visto que o projeto de regulamentação de autoria do paramentar foi aprovado a toque de caixa e vetado pelo Executivo Estadual.
O deputado mantém a pauta de votação do parlamento trancada desde o dia 5 de junho por impedir a votação do veto, até que o governo, segundo ele, envie uma nova proposta.
“Não diferente de todos os dias da semana passada, terça, quarta, e quinta da semana e terça, quarta e quinta desta semana volto a tratar sobre o tema do gás natural o quanto é importante o desenvolvimento do Brasil do Amazonas (…) Havia estado na tribuna nos outros dois dias desta semana, onde disse que o Brasil está se mexendo, só o Amazonas está parado”, disse o presidente da Aleam na quinta-feira.
De Acordo com a planilha de registro de notas fiscais, revelada pelo site “ O poder”, a Criae movimentou em supostos serviços prestados à Eneva o valor total de 1,2 milhões entre 2019 e junho deste ano. Entre março do ano passado e junho desde ano aparecerem R$ 408,3 mil em notas fiscais pagas, divididas em sete pagamentos de R$ 58,3 mil. Nesse período, foram registradas outras 11 notas fiscais que somam R$ 797, 2 mil.
Ainda segundo a matéria, a primeira nota fiscal foi emitida em 13 de março de 2019 no valor de R$ 116,6 mil e, no mês de abril do mesmo ano mais duas notas fiscais no valor de R$ 58,3 mil cada uma.
No mês de setembro de 2019 foram expedidas mais três notas sendo cada uma com o valor de R$ 58,3 mil respectivamente, o que totalizou R$ 174 mil. Ao todo, as nove faturas de 2019 somadas , representam a quantia de total de R$ 563,4 mil.
Em 2020 a ENEVA por meio de cinco pagamentos de R$ 58,3 mil cada um, já repassou R$ 291,6 mil para agência , assevera a matéria de A Crítica.

CRONOLOGIA DOS PAGAMENTOS RECEBIDOS PELA CRIAE PAGOS PELA ENEVA 

Resposta da empresa sobre as indagações da reportagem de A Crítica
Em nota, a assessoria de imprensa da Eneva destacou que, contrata serviços de fornecedores locais , como das áreas administrativas, financeiras , jurídica, operacional, de comunicação , e similares , mas não especificou quais serviços foram prestados pela Criae Publicidade , frisou A Crítica.

“Cabe ressaltar que as atividades da Eneva e o seu relacionamento com os públicos de interesse, como colaboradores, clientes, fornecedores e instituições públicas, são norteados pela ética e integridade” diz trecho da nota divulgado por A Crítica.

A nota, segundo A Crítica , diz que a operação no Campo de Azulão vai contribuir como desenvolvimento do interior do Estado a partir da geração de empregos, qualificação de profissionais locais , aumento da renda e recolhimento de impostos e royalties para municípios.
Com informação das Fontes: A CRÍTICA – Criae faturou mais de 1 milhão da empresa do ramo energético Eneva

Comentários