Segundo dono da Samel, Arthur Neto se nega emprestar equipamentos do Hospital de Campanha para Roraima

Foto: Divulgação/Semcom

O prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB), não autorizou o empréstimo dos equipamentos comprados e doados pela empresa Samel e o Instituto Transire ao Hospital Municipal de Campanha Gilberto Novaes, que estão sem uso, para o enfrentamento da pandemia no novo coronavírus (Covid-19), no Estado de Roraima. A denúncia foi feita pelo presidente do Grupo Samel, Luiz Alberto Nicolau, em um vídeo publicado em sua rede social. As informações são do Portal O Poder. 

Em entrevista para O Poder, Luiz Alberto Nicolau disse que os equipamentos estavam sendo colocados no caminhão para seguir para Roraima, quando o prefeito Arthur Neto ligou e pediu para retirar tudo do veículo, impedido o empréstimo para Roraima.

“Eles não deixaram que a gente emprestasse a doação. As coisas que nós doamos para a prefeitura. Prefeitura essa que não ajudou em nada, não deixou a gente emprestar os materiais para Boa Vista, onde pessoas estão morrendo. Material esse, que não estão sendo utilizados pela Prefeitura”, disse Alberto Nicolau.

Devido a diminuição dos atendimentos no Hospital de Campanha, que hoje conta com apenas 31 pacientes, o empresário explicou que foi procurado para ajudar o Hospital de Acolhida do Exército, em Roraima. E de pronto, buscou emprestar os equipamentos que não estão sendo utilizados na unidade de Manaus.

“O investimento do hospital foi todo privado, aqui não tem dinheiro público, agora, se negar a ajudar o Estado do Roraima, no momento de maior urgência, isso é um absurdo”, disse o presidente da Samel.

Comentários

  1. Concordo plenamente como Prefeito de Manaus cade os restauradores que o Governador de Roraima comprou que nunca apareceu abrigo de chão a dentro e uma vergonha Estado de Roraima.

    ResponderExcluir

Postar um comentário