Em reunião com titular da Sejusc, ministra Damares Alves anuncia R$ 10 milhões para construção da Casa da Mulher Brasileira no AM

Foto: Arthur Castro/Secom

A ministra Damares Alves, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), anunciou na noite desta terça-feira (16/06), em Manaus, o empenho, para o próximo mês, de R$ 10 milhões para a construção da Casa da Mulher Brasileira no Amazonas. Damares fez o anúncio acompanhada pelo secretário estadual de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), William Abreu, durante visita ao abrigo para pessoas em situação de rua na Arena Amadeu Teixeira, na zona centro-sul. O abrigo é administrado pela Sejusc, Secretaria de Assistência Social (Seas) e Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS).

O titular da Sejusc, William Abreu, ressalta que a parceria com o Governo Federal é de extrema importância para a aplicação de políticas públicas destinadas às pessoas em situação de vulnerabilidade social. Abreu agradeceu à bancada federal do Amazonas pelo empenho para a liberação do recurso.

“A reunião foi muito proveitosa, discutimos sobre vários assuntos, como a questão indígena, das crianças, dos idosos, dos imigrantes. A perspectiva é muito boa, nós estamos organizando uma nova agenda em Brasília para que a gente possa tirar do papel tudo que foi conversado no dia de hoje. Precisamos tratar com muito cuidado [a construção da Casa da Mulher Brasileira] para que a gente possa entregar de fato, o mais rápido possível, mais uma ação do Governo Federal em conjunto com a bancada federal e o Governo do Amazonas”, ressaltou Abreu.

Além de visitar o abrigo, a ministra entregou máscaras para os abrigados. Ainda na tarde de hoje, Damares se reuniu com outros secretários de Estado, deputadas e delegadas. A ministra falou sobre o encontro com o titular da Sejusc, William Abreu, e os secretários executivos da pasta.

“Nós estamos acompanhando todas as pastas, a secretaria tem diversas pastas. A questão da violência contra a mulher, houve alguns pedidos especiais, sonhos, sonhamos juntos; a proteção da mulher ribeirinha. Viemos anunciar que no próximo mês serão empenhados R$ 10 milhões para o início da obra da Casa da Mulher Brasileira aqui em Manaus. [...] Queremos iniciar a obra ainda no próximo semestre”, afirmou Damares, que ainda cumpre agenda nesta quarta-feira (17/06) em Manaus.

A Sejusc acolhe 200 pessoas em situação de rua nos dois abrigos em que desenvolve atividades, na Arena Amadeu Teixeira e no Centro Educacional de Tempo Integral (Ceti) Áurea Pinheiro Braga, na zona oeste. Nos locais, os abrigados recebem alimentação, roupas, atendimento psicossocial e visitas de profissionais de saúde do Governo do Amazonas.

Comentários