Utilizando cápsula odontológica, Centro Odontológico da PMAM retoma atendimento de urgência

Utilizando cápsula odontológica, Centro Odontológico da PMAM retoma atendimento de urgência


Foto: Divulgação/PMAM

Com a utilização de uma cápsula de proteção, criada para diminuir o risco de contaminação tanto dos profissionais de saúde quanto dos pacientes, o Centro Odontológico da Diretoria de Saúde da Polícia Militar do Amazonas (PMAM) inicia nesta terça-feira (26/05) os atendimentos de urgência aos policiais militares e seus dependentes. Inicialmente, os atendimentos serão feitos nas terças e quintas-feiras, das 13h às 17h.

Para o comandante-geral da PMAM, coronel PM Ayrton Norte, o retorno desses atendimentos será muito bem vindo, e a utilização da cápsula de proteção poderá dar mais confiança aos pacientes. “Os atendimentos de urgência e emergência estavam liberados pelo decreto governamental, mas as pessoas estavam com medo de se contaminar e evitavam vir. Com a cápsula, esse risco diminui, e acredito que os atendimentos irão aumentar”, explicou Norte.

O capitão PM Freitas, responsável pelo atendimento e pelo emprego da cápsula nos procedimentos do Centro Odontológico, informou que tomou a iniciativa a partir de um vídeo recebido por meio de canais digitais. “Recebi um vídeo que mostrava a utilização dessa cápsula, percebi que era de fácil utilização e que poderia implantar aqui também. Fizemos alguns testes, constatamos que ela funciona e pode, sim, diminuir esse risco de contaminação”, disse.

Segundo Freitas, durante o atendimento odontológico, seja ele o mais simples ou mais complexo, a utilização de equipamentos como canetas de alta rotação ou jato de bicarbonato lança muitas gotículas no ar, aumentando o risco de contaminação. O papel filme empregado na cápsula retém essas gotículas, impedindo que se espalhem pelo interior do consultório. Após o atendimento, a película é retirada e descartada, a cadeira do paciente e o consultório são higienizados, e todo material é esterilizado para o atendimento seguinte.

Além da cápsula, são utilizados também todos os equipamentos de proteção individual (EPIs) necessários para resguardar profissionais e pacientes. “É claro que não podemos confiar somente na cápsula e precisamos atender às recomendações de segurança, utilizando os EPIs. Alguns estudos revelam que o profissional de odontologia é um dos que mais se contaminam, por isso os cuidados precisam ser redobrados”, disse Freitas.

Freitas assinalou ainda a importância do atendimento de urgência. “Só quem já sofreu, sentiu dor de dente, sabe o quanto é ruim e reflete em outros problemas, inclusive de relacionamento, seja no trabalho ou em casa. Com a Covid-19 e o risco de contaminação, muitos tomam medicação por conta própria e tentam minimizar esse sofrimento. Precisamos divulgar o retorno do atendimento, oferecendo menos risco”, concluiu.

O subdiretor de Saúde da Polícia Militar, tenente-coronel Ken, informou que os atendimentos inicialmente acontecerão nos dias informados, mas que, se houver demanda, poderão ser ampliados. “Vamos iniciar o atendimento nesses dias e horários. Se houver demanda, existe a possibilidade de ampliação. O nome do atendimento já diz que é de urgência, então ele não escolhe dia nem hora para acontecer”, disse.

Comentários