Polícia Civil prende pedreiro condenado a 14 anos de prisão por abusar sexualmente e engravidar a ex-enteada em 2006

Foto: Erlon Rodrigues/PC-AM

Na manhã de quarta-feira (06/05), policiais civis da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), sob o comando da delegada-geral Emília Ferraz e coordenação da delegada Joyce Coelho, titular da especializada, cumpriram mandado de prisão em razão de sentença condenatória em nome de um pedreiro de 40 anos, responsável por abusar sexualmente da ex-enteada dele em 2006. Na época do crime, a vítima tinha 10 anos.

De acordo com a delegada Joyce Coelho, o homem foi preso na rua Fiorentina, Conjunto Alfredo Nascimento, bairro Cidade de Deus, zona norte da capital. Na ocasião do crime, o homem, que era companheiro da mãe da vítima, aproveitava as oportunidades que ficava sozinho para abusar sexualmente da menina.

“Após uma vizinha da família presenciar o crime, ela se dirigiu à especializada, onde formalizou a denúncia. As investigações iniciaram para verificar a veracidade do fato. Na época, em depoimento, o padrasto negou o crime, quando foi descoberto que a menina, com apenas 10 anos, estava no segundo trimestre de uma gravidez”, informou Coelho.

Segundo a delegada, a vítima deu continuidade à gravidez. A sentença foi deferida em 2015 e o mandando foi expedido no dia 21 de setembro de 2016, pela juíza Patrícia Chacon de Oliveira Loureiro, da Vara Especializada em Crimes Contra a Dignidade Sexual de Crianças e Adolescentes.

Condenação

O homem foi condenado a 14 anos de reclusão pelo crime de estupro de vulnerável. Ao término dos procedimentos cabíveis na especializada, ele será conduzido para a Central de Recebimento e Triagem (CRT), e depois irá para o Centro de Detenção Provisória de Manaus (CDPM), onde irá cumprir a pena.

Comentários