Joana Darc e Saullo Vianna entregam carta ao ministro com propostas de combate ao Coronavírus


A deputada estadual Joana Darc (PL) participou de reunião com o ministro Nelson Teich, que está na capital do Amazonas para discutir a situação do enfrentamento ao novo Coronavírus. Neste domingo, 4, ela e o deputado estadual Saullo Vianna (PTB) assinaram carta entregue ao ministro, com propostas de apoio ao combate ao vírus nas comunidades indígenas do Estado e da população nas áreas urbanas. Também cobraram a abertura do hospital de campanha, anunciado pelo Governo Federal no dia 11 de abril, para o Estado. 

"Nosso Estado tem diversas peculiaridades. Uma delas é a distância entre a capital e os municípios. Em muitos deles só se chega de barco. Então escrevemos uma carta e entregamos ao ministro, solicitando um olhar diferenciado para nossos indígenas e para toda nossa população, com propostas viáveis", disse Joana. 

A deputada também pediu celeridade no cumprimento da promessa da construção de um Hospital de Campanha no Amazonas, pelo Governo Federal. "Tudo indica que maio será o pior mês do pico  de contaminação, por isso mesmo precisaremos de todo o apoio e ajuda deste ente para que juntos,  possamos salvar vidas do Estado do Amazonas", destacou. 

Indígenas

Joana e Saullo lembraram que o Amazonas concentra a maior população indígena do Brasil. Em face dessa realidade, com indígenas aldeados, indígenas  isolados e indígenas que vivem em cidades entre outras circunstâncias, os parlamentares fizeram sugestões ao ministro.

O deputado estadual Saullo Vianna (PTB)  reforçou o pedido de apoio, especialmente para as comunidades de Parintins e municípios adjacentes, como Itapiranga, Barreirinha, Maués, Nhamundá, São Sebastião do Uatumã e Urucará. "A primeira paciente indígena a contrair a Covid-19 no Amazonas foi de Parintins, município onde a situação também está crítica. Por isso também peço apoio do Ministério da Saúde para que possamos proteger nossos povos indígenas", completou. 

Na proposta, considerando inicialmente os indígenas aldeados e os residentes no interior do Amazonas, a deputada estadual Joana Darc afirma que é preciso que o Governo Federal observe a possibilidade da construção de Hospitais de Campanha nos municípios que dispõem de Bases do Exército Brasileiro, especialmente  São Gabriel da Cachoeira, Tabatinga e Tefé, além de considerar outras calhas, a exemplo, a calha do rio Juruá, onde existam grandes populações indígenas.

Enquanto ações específicas, com objetivo de garantir a permanência desses povos nas aldeias, a deputada solicitou, ainda, que sejam disponibilizados, com urgência, acesso à água potável; distribuição gratuita de sabonete, sabão em barra, detergente, álcool gel, água sanitária e cestas básicas em áreas ocupadas por comunidades indígenas. 

A deputada também solicitou equipes multidisciplinares de atenção à saúde indígena (EMSI), qualificadas e  treinadas para enfrentamento da Covid-19, que possam atender e orientar os povos indígenas, além de testagem rápida gratuita aos indígenas, distribuição de medicamentos e equipamentos médicos. 
 
Entre as demais propostas, Joana também sugere que o Estado impeça o acesso de não indígenas, sem autorização, às Terras Indígenas, com objetivo de coibir a disseminação do novo coronavírus nas aldeias.

Comentários