Homem é preso por abusar sexualmente de adolescente portadora de transtornos mentais na Bola da Suframa

Homem é preso por abusar sexualmente de adolescente portadora de transtornos mentais na Bola da Suframa


Policiais civis da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao adolescente (Depca), sob o comando da delegada-geral Emília Ferraz e coordenação da delegada Joyce Coelho, titular da Especializada, prenderam, na tarde desta quinta-feira (21/05), por volta das 16h, Jonas Araújo de Carvalho, 36, pelo crime de favorecimento à prostituição e estupro de vulnerável. A prisão foi efetuada nas redondezas da Bola da Suframa, no bairro Crespo, zona sul da capital.
Conforme a delegada Joyce Coelho, no momento da prisão, Jonas estava acompanhado de uma adolescente, de 17 anos, portadora de transtornos mentais, e que estava desaparecida desde o mês de abril deste ano. A equipe da Depca possuía uma fotografia da adolescente e durante as diligências, soube que ela andava nas proximidades da Bola da Suframa. Também foi feita uma denúncia anônima, informando que ela estaria na companhia de um morador de rua, que era o infrator.
“A família da vítima apresentou o laudo médico de retardo mental da adolescente e nos informou que ela tem o costume de fugir de casa, mas que sempre retornava. A última fuga dela ocorreu no dia 22 de abril. No dia 24, foi feito o Boletim de Ocorrência (BO), informando o desaparecimento dela e somente ontem, foi encontrada pela equipe da Depca em uma quadra abandonada, na companhia de Jonas”, comentou Joyce.
De acordo com a titular, a vítima aparenta confusão mental, mas fala e relata os acontecimentos espontaneamente. Ela comentou que teve relações sexuais com o infrator por R$ 5 e ele havia prometido dar mais R$ 20. Jonas admitiu ter mantido relação sexual com a adolescente, mas disse que foi a pedido dela.
“Ela afirmou que ele era ‘um cara legal’ porque com o dinheiro dado por Jonas, ela comprava comida. Na verdade, ele vinha se aproveitando da deficiência dela. A mãe da vítima nos disse que a filha é agressiva e na delegacia, ela rejeitou a presença da mãe. Por essa razão, iremos encaminhar a uma instituição de acolhimento”, comentou a autoridade policial.
Joyce informou, também, que a vítima usa drogas e bebidas alcoólicas e por isso, submete-se à prostituição.
Procedimento O infrator foi indiciado pelo crime de favorecimento à prostituição e estupro de vulnerável. Ao término dos procedimentos cabíveis na Especializada, ele será conduzido para a Central de Recebimento e Triagem (CRT) para a audiência de custódia e ficará à disposição da Justiça.

Comentários