Arquidiocese vai manter suspensas missas em igrejas católicas de Manaus


O Governo do Estado do Amazonas anunciou ontem (27), a abertura gradual das atividades comerciais e das igrejas no Estado, com 30% de ocupação e até 1 hora de duração. No entanto, Arquidiocese de Manaus informou que as missas e todas as atividades presenciais continuam suspensas até o dia 23 de junho. 

Desde o dia 23 de março, as celebrações têm sido realizadas online, quando as celebrações públicas das missas, catequeses, confissões e reuniões da igreja católica foram suspensas, inicialmente por um período de 30 dias, devido ao avanço da pandemia no Estado. Segundo o arcebispo Dom Leonardo Steiner, as determinações anunciadas se fazem necessárias neste período de pandemia.

“A pandemia do novo coronavírus tem exigido de nós um cuidado todo próprio quanto à saúde. Demos uma grande contribuição suspendendo a celebração dos sacramentos com a nossa participação presencial. Com este cuidado, a nossa Igreja contribuiu para a diminuição do índice de propagação do vírus", comentou.

A Arquidiocese informou, ainda, que durante a pandemia continua com serviços voltados aos mais necessitados.

Comentários