Aristóteles Thury e Jorge Lins assumem, respectivamente, presidência e vice-presidência do TRE-AM



Os desembargadores Aristóteles Lima Thury e Jorge Manoel Lopes Lins foram empossados, respectivamente, como presidente e vice-presidente/corregedor do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM). A solenidade de posse foi realizada nesta quinta-feira (7) por meio de sistema de videoconferência.
Com 40 anos de magistratura, Aristóteles Lima Thury assume a presidência da Corte Eleitoral do Amazonas em substituição ao desembargador João de Jesus de Abdala Simões, que dirigiu a Corte Eleitoral no biênio 2018-2020, gestão esta que teve Aristóteles Thury no exercício da função de vice-presidente/corregedor.
Com 35 anos de magistratura, Jorge Manoel Lopes Lins, por sua vez, assumirá, na Corte Eleitoral, o cargo de vice-presidente e corregedor, funções estas que foram exercidas no último biênio pelo desembargador Aristóteles Thury.
A solenidade de posse, concomitante com a 36.ª sessão plenária do TRE-AM, foi realizada por videoconferência em razão da necessidade de distanciamento social recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) devido à pandemia da covid-19. A sessão teve 1h23 de duração e pôde ser acompanhada pela internet, no canal do TRE-AM na plataforma Youtube, cuja gravação pode ser acessada no link a seguir: https://www.youtube.com/watch?v=mGlzlLnBS0Y
Em se tratando de posse de dirigentes, a sessão por videoconferência foi a primeira do gênero no TRE-AM, e contou com a participação do presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas, desembargador Yedo Simões; do governador do Estado, Wilson Lima; da procuradora-geral de Justiça, Lêda Mara Nascimento Albuquerque; do procurador do Trabalho (TRT-11.ª Região), Davi Alves; do presidente do Colégio de presidentes dos Tribunais Regionais Eleitorais, desembargador Edmilson Jataí; do procurador geral do Município de Manaus, Rafael Albuquerque e do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Amazonas (OAB-AM), Marco Aurélio Choy.
A mesma sessão, por videoconferência, teve a participação de todo o colegiado de magistrados do TRE-AM, e dos desembargadores do TJAM: Carla Reis; Délcio Luís Santos; Elci Simões; Flávio Pascarelli; Hamilton Saraiva; Lafayette Vieira Júior, Nélia Caminha Jorge e, ainda, Onilza Gerth (juíza convocada para atuar como desembargadora).
Em discurso, durante a solenidade, o desembargador João de Jesus Abdala Simões, que deixa o cargo de vice-presidente do TRE-AM, desejou uma gestão exitosa aos empossandos, e fez um breve balanço de sua gestão, destacando ações como a conquista, pelo TRE-AM, do inédito Selo Diamante, conferido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ); a conclusão do processo de biometria dos 2.389.590 eleitores amazonenses; a realização das eleições municipais (2016), suplementares (2017) e gerais (2018); assim como a implementação de medidas importantes como a instituição de um comitê, no âmbito do TRE-AM, para combater a propagação de notícias falsas (fake news).
Ao final da sessão, o desembargador Aristóteles Thury falou sobre a experiência acumulada nos 40 anos de magistratura, dos quais 11 anos foram exercidos em comarcas do interior e prometeu o máximo empenho para dirigir o TRE-AM. "Lá se vão 40 anos na judicatura, dos quais 11 no interior, enfrentando águas calmas, vários banzeiros e procelas de nossos rios rebeldes e hoje, penso nos nossos caudalosos rios e a bordo de uma nau que me trouxe a esse porto, cheio de sabedoria e coragem, para iniciarmos uma nova viagem, que tenho certeza, também será exitosa, pois contarei com um imediato experiente, o colega desembargador Jorge Manoel Lopes Lins, e partiremos, com a proteção do Grande Arquiteto do Universo, a uma nova jornada com toda segurança", disse o novo presidente do TRE-AM.

Comentários