Mulher de Moro contraria Bolsonaro e defende Drauzio Varella, mas depois apaga


A mulher do ministro Sergio Moro, Rosangela, saiu em defesa do Dr. Drauzio Varella, após ser revelado que a detenta transexual que ele abraçou numa reportagem do ‘Fantástico’ foi condenada por estuprar e matar um garoto de nove anos.
Drauzio foi atacado por bolsonaristas nas redes sociais, incluindo o ministro da Educação Abraham Weintraub. Rosangela Moro, no entanto, foi na contramão.
Em sua conta no Instagram, ela escreveu: “Dr. Drauzio é médico, ele não entra no presídio para julgar as pessoas. Ele entra para ouvi-las. Nada muda a crueldade de quem cometeu um crime, mas ouvir um criminoso não o torna criminoso”.
A publicação foi apagada poucos minutos depois.

Comentários