Número de diagnósticos do câncer aumenta em mais de 21% na FCecon com ampliação da oferta de análises patológicas




O número de diagnósticos de câncer na Fundação Centro de Controle de Oncologia do Amazonas (FCecon) passou de 772, em 2018, para 940, em 2019, conforme dados do Laboratório de Análises Patológica da Instituição, que é considerada uma referência em oncologia no Norte do País.

O acréscimo de 21,7% representa a ampliação da oferta deste tipo de exame, essencial para a detecção de neoplasias malignas. É através da análise de tecidos que se chega ao diagnóstico e a dados como o tipo de câncer, o que irá direcionar o tratamento do paciente.

O dado não inclui pacientes encaminhados por outras unidades hospitalares, já diagnosticados, direcionados para tratamento na Fundação Cecon.

Especialistas no assunto afirmam que um diagnóstico mais rápido, aumenta as chances de cura da doença e a análise patológica é essencial no processo.

Do total diagnosticado na FCecon, pelo menos 13,2% são de casos de câncer de colo uterino, o de maior incidência no Amazonas, segundo informações recentes da própria unidade hospitalar.

Foram 125 casos da doença, que é 100% prevenível, desde que haja acompanhamento anual através do exame de papanicolau, popularmente conhecido como preventivo. Os dados são do Sistema de Informações Governamentais do Amazonas.



Comentários