Governo de Wilson Lima registra queda de R$ 7 milhões em gastos com passagens e diárias em 2019





A economia promovida pelo Governo do Estado, em 2019, refletiu na concessão de benefícios como diárias e passagens para todos os órgãos da administração pública.

A atual gestão conseguiu reduzir em quase R$ 7 milhões os gastos, no comparativo do ano passado com os 12 meses de 2018, uma queda de 12,17%, passando de R$ 57,15 milhões para R$ 50,19 milhões. Os dados são do Portal da Transparência.

A maior parte do valor destinado a passagens, por exemplo, que somou R$ 35,41 milhões, foi para o programa de Tratamento Fora de Domicílio (TFD), da Secretaria de Estado da Saúde (Susam), o qual busca ampliar a oferta de tratamentos em saúde para a população, em especial, para a alta complexidade.

O TFD ficou com 55% da fatia, o equivalente a quase R$ 20 milhões. A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e a Universidade do Estado do Amazonas (UEA), juntas, ficaram com outra parcela significativa do recurso: 14,6%, ou, R$ 5,18 milhões.

Em nota, a Secretaria de Estado de Comunicação (Secom) informou que o valor foi destinado, por exemplo, a professores para a ampliação da oferta de cursos regulares no interior, treinamento e aperfeiçoamento, participação de membros das instituições em eventos nacionais e internacionais e, ainda, para o auxílio à formação de professores nas cidades amazonenses.

Também incluíram profissionais que atuam na fiscalização de obras, manutenção de atividades e acompanhamento da merenda escolar nessas localidades.

Já a concessão de passagens foi para programas voltados à Educação, como cursos, treinamentos, entre outros. No caso das diárias, a maior parte, 32%, foi registrada pelo Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam), responsável por levar educação profissional ao interior do Amazonas.

Comentários