Ex-prefeita de Novo Airão, no AM, é investigada por sonegação de contribuição previdenciária





O Ministério Público Federal (MPF) vai apurar, via inquérito civil, indícios de prática de sonegação de contribuição previdenciária, por parte da ex-prefeita de Novo Airão (a 117 quilômetros de Manaus), Lindinalva Ferreira da Silva, entre os anos de 2015 e 2016.

Ela foi prefeita da localidade de 2013 a 1016. O inquérito deriva do procedimento preparatório nº 1.13.000.001726/2019-74, instaurado para apurar representação formulada pela Prefeitura Municipal de Novo Airão, em face da ex-prefeita.

O procurador da República, José Gladson Viana Correira, determinou o prazo de um ano para a conclusão do inquérito.

A portaria n° 26, de 13 de dezembro de 2019, foi publicada nesta terça-feira, 17, no Diário Eletrônico do órgão.

A ex-prefeita teve as contas do exercício de 2014, reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), em abril deste ano. As irregularidades podem chegar a R$3,4 milhões.


Comentários